wibiya widget

domingo, 7 de agosto de 2016

Crônica Poética ~ Mergulho


Mergulho


Amigo visita, bem de manhã cedo.
Sono, quase nada ~ noite, vinho, Poesia.

À praia, marolar!

Nas piscinas naturais,
a maré enchendo,
arrecifes escorregadios;
à luz do horizonte,
a onda puxa o Poeta
ao profundo mar.

Nas águas revoltosas, luto
pra (sobre)viver,
a honrar Poseidon,
sem temer tubarões
~ Oceano a definir.

Chama o Guarda-Vidas!”,
grito ao parceiro, na praia.

Um átimo, não desistir.
Cansado, mergulho,
sigo a correnteza, submerso.
Salvo, toco os corais.

O socorro vem, pronto.
Diz que nos salva lutar,
sem desistir ou fraquejar.

Morno é o mar, praiano calor,
espumas coloridas: Boa Viagem!


S. R. Tuppan


Arrecifes em Boa Viagem, Pernambuco

.*.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bem-vind@! Sinta-se à vontade para comentar

Seguir